4.12.12

Entre Parágrafos: Pensa em mim que eu tô pensando em você


Você se lembra daquela vez em que andei pela chuva apenas para te abraçar? Acredito que já tenham se passado alguns anos... Eu me lembro do sorriso que você abriu naquele momento. Seus olhos incrivelmente azuis brilhavam e me hipnotizavam, como sempre faziam.

A distancia se tornou a única presença que eu tive de você. Eu tomei meu primeiro porre, dancei loucamente, falei o que não devia, beijei garotos errados. Me apaixonei por garotos errados. Mas no final meus pensamentos paravam nos abraços que só você sabia me dar, no seu cheio de roupa limpinha. Eu sorria só de lembrar tudo o que você foi para mim. E então o ciclo se repetia: me apaixonava e, no final, voltava para você. 

Um dia desses eu andei no sol a manhã toda, matando o tempo para quando desse a hora eu pudesse ir te ver. Lembro-me do seu sorriso quando disse "oi", todo contente. Queria poder congelar aquele momento. Não, na verdade eu quis te beijar ali, na frente de todos que sempre foram contra nós - incluindo as melhores amigas da sua ex, com quem você teve um final mal acabado - e depois dizer tudo o que esse texto tenta dizer. Mas me mantive firme, tentando ser a piadista de sempre. Enquanto você perguntava o que eu estava fazendo ali, eu inventava uma desculpa qualquer... Você reparou que não parei de olhar para sua tatuagem? Ainda não acredito que teve coragem de faze-la. Ficamos conversando por poucos minutos e nem me lembro porque paramos, só que fui eu quem deu final ao papo. Porque diabos fiz isso? Deveríamos ter ficado conversando por horas e horas, incansavelmente.

Você reparou que não tenho mais aquela necessidade de ser amada por qualquer um? Eu tenho estado mais calada, mais calma. Poderíamos ter conversado sobre quantos livros eu li em um curto período de tempo ou sobre os meus estilos musicais favoritos nesse momento. Aliás, eu acredito que você também goste de punk rock e hard rock, se minha memória não falha. Ou talvez teríamos um assunto mais pesado como o meu circulo de amizade sendo reduzido ao zero. Anos atrás te chamava de "melhor amigo". Com certeza você não sabe que foi o único, mesmo com todas as adversidades e todos os outros que conheci que mereceu o termo. Eu gostaria que você me abracasse e dissesse que é meu amigo ainda, apesar de tudo. Mas ok, eu apenas fui embora.

Então me apaixonei de novo por um babaca qualquer, ele partiu meu coração. Meus pensamentos estão novamente em você. Nesse exato momento estou ouvindo nossa música e vendo suas fotos no Facebook. Aliás, quando você começou aceitar ser fotografado? Afinal, o que você tem que me faz voltar para você tantas e tantas vezes? No fundo ainda ouço uma voz bem fraca tentando gritar que ainda existe um futuro reservado para nós dois. Ainda existe um futuro para nós.

2 comentários :

  1. awwwn que texto mais lindo *-*

    parabéns, escreves bem de mais

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...