17.8.13

Apegados - Amir Levine e Rachel S.F. Heller

Em "Apegados" — livro baseado nas pesquisas da Teoria do Apego, de John Bowlby —, os autores revelam como compreender os mecanismos de afeição que se criam entre os adultos, o que certamente nos ajudará a encontrar e a manter o amor. Seja você do tipo “ansioso”, “seguro” ou “evitante”, Levine e Heller se encarregam de oferecer instrumentos suficientes para que você possa construir relações mais fortes e reparadoras com as pessoas que ama.
"Apegados" foi escrito pela Rachel S. F. Heller, mestre em psicologia sócio-organizacional da Universidade de Columbia e pelo Dr. Amir Levine, psiquiatra e neurocientista. Foi lançado no Brasil pela editora Novo Conceito (obrigada por ter me enviado o livro de cortesia ♥) e conta com 296 páginas

O apego adulto se difere em três categorias: apego-ansioso, apego-seguro e apego-evitante. Cada grupo reage de formas diferentes à intimidade dos relacionamentos. A visão que as pessoas possuem do conceito de intimidade, a maneira que lidam com o conflito, a atitude em relação ao sexo, a capacidade de comunicarem seus desejos e suas expectativas em relação ao parceiro e ao relacionamento são alguns dos itens que categorizam esses estilos. 

Confesso que não sou fã de livros de desenvolvimento pessoal, não sou fã do Augusto Cury e, na verdade, tenho até um pequeno preconceito sobre. Esse livro, contra tudo o que eu pensava, me deixou bem curiosa para ler e a leitura me fixou bastante. Existem aqueles livros que repetem a mensagem o tempo todo, acho isso super cansativo! Sinto que estou na página 100 lendo a mesma coisa que estava escrito na 10. Esse, no entanto, tem o desenvolvimento retilíneo e de fácil entendimento. 

"Apegados" conta com vários testes, gráficos e questionamentos interessantes que te ajudam reconhecer seu estilo de apego facilmente. O meu estilo é, sem dúvidas, o ansioso. Depois de descoberto, ele nos mostra vários exemplos de relacionamentos e maneiras de "controlar" os problemas que nossa forma de apego pode gerar. 


Lembre-se: um sistema de apego ativado não é amor. Da próxima vez em que você sair com alguém e sentir-se ansioso, inseguro e obsessivo - só para ficar extasiado de vez em quando -, diga a si meso que isso é, muito provavelmente, um sistema de apego ativado, e não amor! O amor verdadeiro, no sentido evolucionário, significa paz mental.
Não esperava muito do livo mas, no final, achei totalmente interessante. O que nele tem escrito é absolutamente real. Não é daqueles que apenas dizem para sermos indisponíveis, sabe? É dos que te mostra o que está errado e te ajuda a melhorar. Dou quatro estrelas!

5 comentários :

  1. Vou procurar pra ler, gostei da proposta do livro :D
    Beijos
    sorrisoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Procura sim, eu achei bem legal! :)
      Beijinhos

      Excluir
    3. Procura sim, eu achei bem legal! :)
      Beijinhos

      Excluir
  2. Eu comprei este livro e comecei a ler, a leitura fluiu muito bem, mas eu guardei ele na estante e pro incrível que pareça eu esqueci de terminar (porque faço varias leituras ao mesmo tempo). Agora com seu post me deu uma super vontade de voltar a ler!
    Adorei seu blog!
    Favoritei ;)

    Biula (sibicarpediem.blogspot.com.br) ^^

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...